(Imagem de Pete Linforth por Pixabay)

Pastoral da Pessoa Idosa suspende visitas domiciliares no combate ao coronavírus e faz apelo

A Pastoral da Pessoa Idosa, que acompanha mensalmente a mais de 150 mil pessoas, por meio de seus 25 mil voluntários, suspendeu as visitas domiciliares no período de combate ao novo coronavírus. “O isolamento neste momento crucial é fundamenta para evitar que o vírus se espalhe. E é por isso que até que a situação se normalize, a Pastoral suspendeu as visitas domiciliares”, afirma em comunicado oficial da última segunda-feira, dia 23 de março, o presidente e a coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, D.José Antonio Peruzzo, e Irmã Maria Lúcia Rodrigues.

“É muito importante que nesse momento todos permaneçamos em casa para evitar o contágio”, alertam os signatários. “Mas certamente se apresentarão situações em que todos iremos necessitar de alguém que nos ajude. Por isso queridos familiares, se vocês tiverem uma pessoa idosa perto ou longe, não deixe de lhe dar uma atenção e verificar se está precisando de algo”, escrevem.

Os responsáveis pela Pastoral da Pessoa Idosa pedem, então: “Igualmente os vizinhos, ou seja, cada um de nós, olhemos ao nosso redor para saber se ali perto vive alguma pessoa idosa que esteja só. Ela pode estar precisando de alguém que vá até a farmácia ou à feira ou supermercado. A solidariedade fará bem a todos. Sempre tomando os devidos cuidados já bem difundidos pelos serviços sanitários”.

D.José Antonio Peruzzo e I.Maria Lúcia Rodrigues concluem: “E tão logo a situação se normalizar, retomaremos nossas atividades fazendo as visitas domiciliares, tão caras a esta pastoral. Com nosso abraço cheio de afeto e de ternura, embora neste momento seja na forma virtual”.

(Imagem de Pete Linforth por Pixabay)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais
Um Olhar sobre o Avanço da Epidemia de COVID-19 em Campinas