Imagem de Aamir Mohd Khan por Pixabay

DIA 15 DE JUNHO TEM AÇÕES DO MOVIMENTO #STOPIDADISMO

Data lembra o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa

A divulgação de depoimentos de especialistas de vários países, o apoio à criação de uma Liga Iberoamericana contra o Idadismo e o protesto à proposta em discussão na Organização Mundial da Saúde (OMS) de considerar a velhice como doença.

Estas são algumas das ações do movimento #StopIdadismo, integrado por diversas organizações iberoamericanas, que serão implementadas para marcar o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, lembrado em 15 de junho.

A data foi oficializada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 2011, em resposta a demanda da Rede Internacional de Prevenção ao Abuso de Idosos (INPEA), que em junho de 2006 estabeleceu o Dia Mundial.

A gravação e divulgação de vídeos com especialistas que abordarão o tema dos maus-tratos à pessoa idosa serão algumas das ações do movimento #Stopidismo ao longo do dia 15 de junho. Os vídeos serão divulgados pelas redes sociais e site oficial do movimento (www.stopidadismo.com.br).

O #Stopidadismo também lançou um apelo para que cidadãos de todo o mundo produzam cartazes sobre o tema, tirem uma foto e publiquem nas redes sociais, com a hashtag #StopMausTratosPessoasIdosas.

Um vídeo contendo orientações para essa atividade está disponível na página do movimento no Facebook: https://fb.watch/5C8AE6lzmD/. Assista, escreva o seu cartaz e participe com a sua mensagem!

Mais uma ação de #StopIdadismo é o lançamento de um projeto para que a temática da discriminação e do preconceito contra as pessoas por causa da idade comece a ser trabalhada com crianças e jovens nas escolas. A proposta busca estimular o diálogo e a reflexão intergeracional a respeito do assunto, já que o idadismo também é uma das formas de manifestação da violência aos idosos.

A proposta em discussão na OMS, de inclusão da velhice na Classificação Internacional de Doenças, é combatida pelo #StopIdadismo. Imagem de Aamir Mohd Khan por Pixabay.

Liga Iberoamericana e velhice como doença

Neste ano de 2021, o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa será cercado de circunstâncias especiais. Este é o segundo ano em que a data será lembrada durante a pandemia de Covid-19, que tem provocado óbitos em massa de idosos ao redor do mundo.

Durante a pandemia, ficou igualmente evidente o fortalecimento do idadismo contra a pessoa idosa. O movimento #Stopidadismo pretende enfatizar essa discussão, por ocasião do Dia Mundial, com o apoio à proposta do gerontólogo brasileiro Alexandre Kalache, de criação de uma Liga Iberoamericana contra o Idadismo.

Outro tema na agenda do #Stopidadismo será o reforço do protesto contra a proposta em discussão na OMS, de inclusão da velhice na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID). A estimativa é que essa inclusão ocorra na 11º edição do CID, prevista para ser publicada em janeiro de 2022, com a deliberação tornando-se oficial em um prazo de dois anos. Essa proposta vem sendo combatida por organizações em todo o planeta, pelo retrocesso histórico na discussão de propostas pela conquista do envelhecimento ativo.

Sobre o #StopIdadismo

Composto por organizações de diversos países dos dois lados do Oceano Atlântico, o movimento #StopIdadismo foi lançado oficialmente no dia 30 de abril de 2021, como uma resposta da sociedade civil internacional a uma das maiores violências contemporâneas contra a pessoa idosa, o preconceito por idade, conhecido como idadismo.

A mobilização emergiu após a publicação pela Organização Mundial da Saúde e outras agências das Nações Unidas, no dia 18 de março, do “Relatório Global sobre Preconceito de Idade”. O documento (saiba mais aqui!) revelou que uma em duas pessoas no planeta discrimina idosos, com atitudes que agravam a sua saúde física e mental e reduzem a sua qualidade de vida. As Nações Unidas alertam no documento que esse comportamento foi agravado na pandemia de Covid-19, na medida em que pessoas mais jovens e idosas foram estereotipadas no discurso público e nas redes sociais.

Mais informações sobre o movimento #StopIdadismo e como participar das ações relacionadas ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa no site: www.stopidadismo.com.br

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais
Movimento #StopIdadismo organiza ações para o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa