Entrevista: Dra. Karla Giacomin. Impactos da COVID-19 nas instituições para idosos e o que precisa mudar

Karla Giacomin/Divulgação

Este PODCAST LONGEVINEWS #04 traz a palavra da doutora Karla Giacomin, que é médica geriatra em Belo Horizonte, consultora da Organização Mundial da Saúde para Políticas Públicas e Envelhecimento e ex-presidente do Conselho Nacional de Direitos do Idoso.

Atualmente ela coordenadora a Frente Nacional de Fortalecimento às Instituições de Longa Permanência para Idosos (tema de reportagem no LONGEVINEWS), que é um amplo movimento multidisciplinar criado no Brasil no âmbito do enfrentamento da pandemia da Covid-19, com ênfase na situação das residências geriátricas coletivas (tecnicamente denominadas ILPIs).

O pano de fundo da entrevista foi a constatação de mais de 20 mortes de pessoas idosas em asilos no interior de São Paulo na pandemia, além da confirmação de diagnósticos positivos para Covid-19 entre outros moradores e funcionários das instituições envolvidas. A região de Campinas foi a segunda em número de casos.

O quadro revela uma das trágicas faces da COVID-19, ou seja, a altíssima taxa de letalidade da doença entre idosos. A realidade das mortes em asilos no Brasil, contudo, pode ser ainda mais sombria, conforme aponta a doutora Karla.

Clique no play abaixo para ouvir o podcast com a entrevista.

Falta política de cuidados

Estima-se em cerca de 300 mil o número de idosos em instituições de longa permanência no Brasil. Ainda que concentrassem o perfil de população considerado o mais vulnerável ao novo coronavírus, os asilos, de maneira geral, não adotaram procedimentos preventivos imediatos, em parte pela falta de preparo técnico de seus gestores, observa a especialista.

Por isso, prover informação e orientação para ajudar a proteger essa comunidade foi a preocupação que motivou a criação da Frente Nacional de apoio às entidades e a publicação do Relatório Técnico de boas práticas para as ILPIs (disponível para download aqui).

Baixe também aqui o arquivo contendo os protocolos elaborados pela Aliança Interdisciplinar para Proteção dos Idosos (ILPI.me)

Karla Giacomin salienta que o momento pede solidariedade, responsabilidade e esforços por parte de governantes, parlamentares, conselheiros e dirigentes das instituições no sentido de proporcionar todos os meios possíveis para a proteção das pessoas idosas institucionalizadas.

Ela enfatiza, no entanto, que a principal e necessária mudança é passar a olhar o idoso no Brasil como um cidadão que demanda uma política de cuidados hoje inexistente no país.

Leia Mais
Boletim 01 da Rádio Longevinews