Créditos de imagens: bandeira de Portugal created by jannoon028 (Freepik); bandeira do Brasil created by www.slon.pics (Freepik); rosto feminino por Patrick Gantz (Pixabay); rosto masculino por Free-Photos (Pixabay).

Seminário online aborda longevidade no Brasil e em Portugal

O 1º Seminário Internacional sobre longevidade: Brasil e Portugal – Desafios e Oportunidades, previsto para o dia 31 de agosto, na internet, foi transferido para 28 de setembro, das 9 às 12 horas, no mesmo formato online.

As inscrições gratuitas continuam abertas no site https://www.longevida.ong.br/ Quem já se inscreveu, precisará fazer uma nova inscrição, informa a Longevida Consultoria, organizadora do evento. Os inscritos receberão certificado de participação.

Aspectos do envelhecimento populacional em Portugal e no Brasil serão apresentados durante o evento.

O encontro online reunirá especialistas de ambos os países. Alexandre Kalache, referência internacional em envelhecimento e longevidade, e presidente do Centro Internacional de Longevidade Brasil (ILC-BR), apresentará um panorama sobre o fenômeno do envelhecimento populacional no mundo.

Outro convidado é José Carreira, mestre em Trabalho Social, com pós-graduação em Direito do Envelhecimento, que representa o Movimento #StopIdadismo em Portugal. Além de tratar dessa campanha que une esforços de países ibero-americanos na luta contra o preconceito em função da idade, Carreira compartilhará com os participantes as experiências de Portugal no atendimento à população idosa.

Potencializar oportunidades

“Sou totalmente apologista da partilha de conhecimentos e de boas práticas. No âmbito da longevidade, da ‘nova longevidade’, temos um longo caminho para percorrer na construção de uma comunidade inclusiva, amiga de todas as idades”, afirma Carreira.

Para ele, os ganhos serão substanciais se aproveitarmos a “ponte digital” que permite facilitar a união dos dois países, Portugal e Brasil, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas, potencializando as oportunidades e combatendo as adversidades.

“Não olhamos o envelhecimento como uma fatalidade, mas, isso sim, como uma oportunidade de associar às conquistas da esperança de vida a melhoria da qualidade de vida, permitindo a todos e a cada um viver ativamente, saudavelmente e felizes”, enfatiza o representante de Portugal.

Instrumentos de proteção no Brasil

Estão previstas ainda na programação do seminário palestras de Sandra Regina Gomes, fundadora e diretora da Longevida, mediadora do encontro, e da assistente social Daniela Reis.

Sandra abordará a Política Nacional do Idoso, os Conselhos de Direitos da Pessoa Idosa e o Fundo Nacional da Pessoa Idosa. Ela justifica a seleção dos temas para o evento.

“A Política Nacional do Idoso, de 1994, é um documento norteador no sentido de assegurar os direitos sociais do idoso e criar condições para promover sua autonomia, integração e participação na sociedade. Temos o Conselho Nacional, os 26 Conselhos Estaduais mais o do Distrito Federal e os Conselhos Municipais de Direitos da Pessoa Idosa. Explicarei como eles funcionam, como estão se organizando, quais são as funções do Conselho e dos conselheiros. Também falarei sobre uma conquista importantíssima, ocorrida em 2010, que foi a criação do Fundo Nacional da Pessoa Idosa, esclarecendo para que serve, qual o seu objetivo e como é implantado”, comenta a organizadora.

A rede de atendimento à população idosa no Brasil será, por sua vez, o tema da apresentação de Daniela Reis, assistente social na Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social da Prefeitura de São Paulo, pasta responsável pelos serviços voltados para a população idosa através do Sistema Único de Assistência Social.

SERVIÇO:

1º Seminário Internacional sobre longevidade: Brasil e Portugal – Desafios e Oportunidades
Dia 28 de setembro, das 9 às 12 horas, na internet.
Mais informações e inscrições gratuitas: www.longevida.ong.br

Sobre a Longevida

A Longevida, consultoria na área do envelhecimento, é uma empresa que atua junto a órgãos públicos, terceiro setor e universidades na área do envelhecimento, tendo como missão valorizar e promover a cidadania da pessoa idosa. A empresa nasceu a partir da experiência e expertise da fundadora, a gerontóloga Sandra Regina Gomes, e oferece serviços para formulação, desenvolvimento e realização de programas, projetos, pesquisas, capacitações e treinamentos que ajudem a promover o bem-estar e a cidadania da pessoa idosa.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia Mais
A obscura violência contra a pessoa idosa que o Disque 100 não mostra